Mais info em www.pedrovieira.net

Mais info em www.pedrovieira.net
Mais info em www.pedrovieira.net

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Vida Mágica - lição 14

14 lições! Parabéns por ter chegado até aqui!

Hoje é dia de rever o processo que desenhamos até aqui. A missão é simples e pode ser demorada... Prepare-se!

É que o exercício de hoje consiste em reler as 13 lições anteriores e perceber de que forma cada um dos exercícios propostos criou impacto na sua vida. Que exercícios foram mais fáceis ou difíceis? E quais ficaram realmente condicionados? E os que criaram maior impacto?

Boa revisão!

As próximas 7 lições permitirão estabelecer um alinhamento mágico com o Universo ;-)

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Vida Mágica - lição 13

E a Vida Mágica está de volta! Depois de alguns dias de descanso mágico, é tempo de aprimorar o nosso processo de criação de novos resultados.

Na lição 12 concentramo-nos na perceção dos ESTADOS EMOCIONAIS que originam os nossos comportamentos. Agora é tempo de ir ainda mais atrás no processo. É que os nossos ESTADOS EMOCIONAIS (processos bioquímicos que acontecem em vários pontos do sistema humano) são, em parte, originados pelos nossos pensamentos. Em que pensamos? E, sobretudo, como pensamos? Esta lição vai ser uma extraordinário oportunidade de auto-observação. Aliás, esta é uma observação que ninguém poderá fazer por si pois, felizmente, o seu pensamento é acessível apenas... a si!

Vou propôr algumas linhas orientadoras para poder perceber como pensa. Vou destacar algumas áreas onde poderá ser mais útil concentrar a sua investigação. O mais importante é que observe sem julgar. Divirta-se e sinta curiosidade. Para fazer magia há que aligeirar o julgamento e permitir observar com liberdade.

Aí vamos nós!

Exercício

1. Descontraia a mente, imagine-se por uns instantes num local agradável e relaxado. Deixe a respiração ajustar-se à imagem que criou ou recordou.

2. Complete as seguintes frases, se possível por escrito. Abstenha-se de filtrar, deixe que o pensamento flua. A avaliação do que escrever ficará para mais tarde!

Eu sou... (pelo menos 10 adjetivos ou descrições)
As outras pessoas acham que eu sou... (pelo menos 10 adjetivos ou descrições)
As outras pessoas são... (pelo menos 5 adjetivos ou descrições)
O mundo é... (pelo menos 5 adjetivos ou descrições)
A minha vida é... (pelo menos 5 adjetivos ou descrições)

Bom exercício!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Vida Mágica - lição 12

Depois dos COMPORTAMENTOS, é tempo de pensar nos ESTADOS EMOCIONAIS que geram os comportamentos!

Num determinado contexto, que possui informação que recolhemos e analisamos, o nosso comportamento será uma consequência direta do nosso ESTADO EMOCIONAL. Isto é, estando tudo o resto igual, é a alteração do ESTADO (aquilo que sentes a cada instante) que gera a alteração do comportamento. É caso para dizer, sentes logo fazes! (dentro das tuas regras, crenças, valores, etc)

O passo seguinte do nosso estudo mágico passará então por identificar os estados emocionais condicionados (isto é, repetidos vezes suficientes para se tornarem rotina) a que acedemos nos contextos onde estamos a ter os tais comportamentos (lição 11) que geram os tais resultados (lição 10).

Se quisermos alterar os resultados... há que alterar os comportamentos.
Se quisermos alterar os comportamentos... há que alterar os estados!

O exercício de hoje é curto e muito poderoso. Dependerá diretamente da sua capacidade de observar atentamente os seus próprios estados emocionais. Centre-se, se for necessário. Concentre-se na emoção. Ao conseguir identificar este poderoso gatilho, vai começar a desenhar o processo que permitirá obter melhores resultados. A magia está a chegar!

Exercício

1. Identifique, para cada um dos comportamentos listados na lição anterior, qual o estado (ou estados) dominante que precede o comportamento ou o acompanha.

2. Identifique estados emocionais alternativos que gostaria de experienciar em lugar daqueles que estão condicionados (para mais tarde trabalharmos na sua criação!)

É tempo de fazer magia emocional!

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Vida Mágica - lição 11

Cá estamos de volta para continuar a aumentar o grau de magia na nossa vida!

Agora que temos RESULTADOS observados e prontos a ser aumentados, melhorados ou simplesmente modificados, é tempo de perceber a estrutura através dos quais os resultados são produzidos! Pois é, todo o resultado é construído através de um determinado processo. Algo precede o resultado: uma determinada ação ou um conjunto de ações. Vou chamar-lhe de COMPORTAMENTOS, pois estes são o nosso contributo para a produção de um resultado.

Nem sempre conseguimos com clareza determinar o comportamento que gera o resultado. Esse passo, porém, é decisivo para podermos caminhar no sentido de um novo resultado. Pois sem alterar o processo, continuaremos apenas a gerar o mesmo resultado!


Ao determinar qual o seu comportamento que gera o resultado, está a ativar por inerência o princípio da causa, pois está a considerar que qualquer que seja o resultado este é causado (total ou parcialmente) por um comportamento seu! O que quer dizer que está em posição de alterar ou influenciar o resultado que alterar o comportamento!

Poderá eventualmente resistir à ideia de que todo o resultado é afetado por comportamentos seus. Se pensar que tal não é válido para um determinado resultado ("tenho um resultado de que não gosto e não há qualquer comportamento meu que esteja ligado à produção do resultado") então é melhor esquecer a alteração desse resultado como objetivo! (e, por uma simples questão de eficiência, também não valerá a pena queixar-se do resultado, claro, pois não há nada que sinta poder fazer para o alterar, certo?).

Com este passo começamos a mover-nos na direção da real mudança, pois começamos a aproximar-nos de algo que poderá vir a ser a efetivamente alterado de forma prática! Isso já será tema das próximas lições. Preparad@ para o exercício?

Exercício

1. Para cada um dos resultados listados na lição anterior, determinar o seu comportamento ou comportamentos que geram ou influenciam o resultado!

2. Garantir que os comportamentos identificados são seus (e não de outros)

3. Garantir que os comportamento são descritos da forma mais clara possível, sem involver interpretações ou avaliações (pois a avaliação do comportamento já é dada pelo... resultado!)

Boa introspeção! 

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Vida Mágica - lição 10

E pronto, agora sim, acredito que estamos preparados para entrar em AÇÃO!

Por onde vamos começar? Quando procuramos começar por vários assuntos ao mesmo tempo, é mais díficil mobilizar RECURSOS e manter o foco nas INTENÇÕES. Assim, sugiro que comecemos por fazer uma rápida análise dos nossos RESULTADOS atuais e os comparemos com as INTENÇÕES, trazendo nova clareza à ligação entre ambos.

Um RESULTADO (uma certa quantidade de dinheiro, um determinado peso, a descrição factual de um relacionamento) tem ausência de valor intrínseco. Não é bom nem é mau. É o que é. Apenas a sua comparação com uma escala de valores ou com um determinado objetivo ou com um conjunto de experiências passadas lhe pode dar uma certa valorização.

Vamos listar primeiros os nossos resultados, para depois perceber como os comparamos e finalmente decidir quais os que vamos querer impactuar primeiro com o nosso plano mágico.

O exercício de hoje requer concentração! O mais interessante vai ser conseguir listar resultados sem os julgar ou avaliar, apenas descrevendo-os. E só depois perceber como é que, para nós, assumem uma determinada qualidade, uma certa avaliação. Preparad@?

Exercício

1. Liste os principais RESULTADOS que está a obter AGORA nas áreas: física, emocional, mental, financeira, espiritual. Lembre-se que esta descrição não pode conter julgamentos ou avaliações! Depois de escrever a lista, releia com atenção e elimine o que possa ser considerado avaliativo
(ex: muito pesado ou 10 quilos a mais deve ser substituído pelo peso concreto; mau relacionamento com a filha deve ser substituído pela descrição factual de traços do relacionamento)

2. Perceba, para cada um dos RESULTADOS, qual o critério que utiliza para os avaliar (o peso ideal segundo o médico, o dinheiro ideal para poder pagar as despesas, o relacionamento quando comparado com o dos pais, etc)

3. Escolha, de todos os RESULTADOS listados quais os 2 que quer impactuar mais rapidamente. E prepare-se, pois vamos entrar em AÇÃO para os tornar mágicos!

E parabéns, já chegou à lição 10!


terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Vida Mágica - lição 9

E chegamos à nona lição do Curso. Tempo de dar os parabéns a todos os que se têm empenhado na leitura diária das lições e na execução dos exercícios! E tempo também de dar os parabéns a todos os que têm lido as lições apenas esporadicamente, ou que têm pensado sobre os exercícios apesar de não os fazerem, ou que acharam que não tinham tempo para fazer agora o Curso. Há um momento certo para tudo e aprender a respeitar isso faz também parte do conceito de Vida Mágica!

Hoje falamos sobre MODELOS. Quem são as pessoas que nos inspiram, cujas ações gostariamos de duplicar, cujas lições queremos incorporar na nossa vida? Quem são as pessoas que nos mostram ter acesso aos recursos que mais procuramos dentro de nós? Quem são as pessoas que dão os passos que nos mostram o caminho que queremos também seguir?

Um MODELO é uma pessoa que consegue de forma consistente gerar um resultado que também gostariamos de obter. A identificação de modelos é uma atividade que oferece direções ao nosso sistema. (Por oposição. também podemos identificar modelos negativos, pessoas cujos comportamentos ou resultados NÃO queremos duplicar. Do ponto de vista do funcionamento da mente, parece ser menos eficiente a seleção de modelos negativos, pois acabamos a colocar o nosso naquilo que NÃO queremos - isso será tema de outra lição, certamente, pela sua importância).

Quando selecionamos um modelo podemos fazê-lo mostrando que apenas consideramos aquela pessoa modelar numa área. Por exemplo, podemos achar que o nosso chefe é um modelo de liderança, embora não o consideremos um modelo na área da saúde.

O exercício de hoje serve para trazer clareza ao nosso processo de modelagem, precisamente através da escolha clara desses modelos!

Exercício

1. Selecione 1 ou 2 modelos para cada uma das seguintes áreas: física, emocional, mental, financeira, espiritual. (pode preferir outras áreas ainda mais específicas, escolha as que fizerem mais sentido para si)

2. Apresente a pelo menos uma pessoa a sua lista e especifique quais os comportamentos ou resultados de cada um dos seus modelos que gostaria de conseguir duplicar.

3. Se se sentir confortável, pode também partilhar esta escolha diretamente com os seus modelos (se tiver forma de o fazer) ou publicar a sua lista no facebook! A partilha pública é uma importante forma de compromisso!

Boas escolhas. Escolhas mágicas!

domingo, 13 de janeiro de 2013

Vida Mágica - lição 8

O nosso curso já leva um terço e continuamos a equipar-nos para trazer Magia às nossas vidas.
Hoje partilho consigo uma das principais lições que aprendi na minha vida. É algo muito simples e que tem um potencial enorme. Quando corretamente aplicado, este princípio torna-nos mais leves, mais disponíveis, mais relaxados...

Ao longo da nossa vida vamos aprendendo estratégias, criando hábitos, condicionando comportamentos. E, progressivamente, podemos começar a descobrir que algumas coisas funcionam mesmo muito bem para nós e outras não funcionam. E também descobrimos que algumas coisas funcionam relativamente bem só que também têm algum lado menos bom. O que nos pode levar a procurar compensar esse lado menos bom. E começamos a ativar estratégias para podermos lidar com as nossas próprias estratégias! E podemos começar a adicionar complexidade progressiva às nossas vidas. Os anos vão passando e as estratégias vão-se acumulando...

Imagine, por exemplo, alguém que quer começar a ganhar dinheiro. Define como estratégia trabalhar por conta de outrém. Encontra um emprego que lhe permite ganhar o dinheiro que deseja. Por causa deste novo trabalho, decide comprar um carro para poder viajar em menos tempo até ao local do mesmo. Também investe num novo guarda roupa para se poder sentir mais confiante no local de trabalho. Descobre ao fim de algum tempo que acumula stress por causa do trabalho, pelo que começa a procurar atividades que lhe permitam criar equilibrio emocional. Ao fim-de-semana tem agora vontade de se divertir e também vontade extra de estar com a família, pois tem menos tempo para essas coisas durante a semana. Como tem mais stress, cria mais facilmente conflitos com as pessoas de que gosta, por ter menos paciência. O que faz com que procure fazer coisas para as compensar. Ah, e a relação com o chefe no trabalho começa a piorar, pelo que procura reunir-se com colegas para poder desabafar sobre o assunto. Descobre ainda que não gosta muito do trabalho, que tem muita pressão e começa a tornar-se demasiado rotineiro. Começa a dormir mal e a ter dificuldade em relaxar. Percebe onde isto vai dar? Por causa de uma estratégia simples a vida torna-se imensamente complexa!

Hoje é dia de SIMPLIFICAR! É que uma das formas de lidar com as algumas das nossas estratégias  é abandoná-las, deixar de as fazer! Tipicamente, quando confrontadas com esta ideias, muitas pessoas dizem "sim, mas"... O "mas" está relacionado com o facto de a estratégia nos dar originalmente algo de bom. Claro que podemos valorizar e manter isso e simplesmente confrontar diretamente o lado menos bom. Há quem se assuste com isto, pensando "isto quer dizer que para SIMPLIFICAR a minha vida vou deixar o meu emprego, a minha família, os meus hábitos"? Não necessariamente! Apenas quer dizer que posso olhar para a complexidade que criei com uma mentalidade de "como posso tornar isto mais simples e eficiente"!

Vamos SIMPLIFICAR?

Exercício

1. Faça uma listagem das coisas que trazem mais complexidade à sua vida (relações, compromissos, carreira, hóbis, etc)
2. Responda, para cada uma dessas coisas à pergunta "o que ganho ao fazer isto"? (para trazer para o seu consciente os benefícios originais da estratégia)
3. Responda, para cada uma dessas coisas, à pergunta "como posso simplificar isto?" (aceite as suas respostas e fuja ao "sim, mas"...)
4. Escolha pelo menos 2 coisas para implementar na próxima semana como meio de SIMPLIFICAR a sua vida! (e lembre-se que uma das formas de simplificar é... deixar de fazer!)


A Magia pode ser simples! Faça-a!